domingo, 12 de outubro de 2008

Dias da Igreja Russa no Brasil

Amigos,


estou partilhando com vocês a excelente notícia que nos traz o amigo Felipe Ortiz. O ícone abaixo é dos Santos Novos Mártires da Rússia, homens e mulheres que foram martirizados pelo comunismo, o socialismo internacionalista. Para explicações detalhadas sobre ele, basta clicar no ícone e serão dirigidos a detalhes de cada figura no site da Igreja Russa de Todos os Santos da América do Norte, na Virgínia. Uma vez no site, basta clicar em cada quadro, que surgirá a explicação.




-------

Prezados amigos,

A Igreja Ortodoxa Russa, cruelmente perseguida durante a era soviética, vem passando por um processo miraculoso de recuperação desde o final dos anos 1980. Em 1987, havia menos de sete mil paróquias em funcionamento em todo o país e o número total de mosteiros não chegava a vinte. Apenas vinte anos depois, já são quase trinta mil as paróquias em atividade, enquanto os
mosteiros são mais de setecentos.

Essa ressurreição da Igreja Ortodoxa na Rússia foi recentemente acompanhada por um outro evento não menos admirável: a reconciliação entre o Patriarcado de Moscou, que atua principalmente dentro do território russo, e a Igreja Ortodoxa Russa no Exterior, formada pelas comunidades da diáspora russa espalhada principalmente pela Europa Ocidental, Américas e Oceania. As duas partes da Igreja Russa, que não mantinham relações uma com a outra desde a
década de 1920, voltaram a se reconhecer mutuamente em 2007. Nessa ocasião, a Igreja Ortodoxa Russa no Exterior reintegrou-se ao Patriarcado de Moscou, como uma parte autônoma da Igreja Ortodoxa Russa.

A fim de celebrar esses eventos e, ao mesmo tempo, tornar a Ortodoxia russa mais conhecida e forte na América Latina, a Igreja Ortodoxa Russa, com o apoio do governo da Rússia (que atualmente colabora com a Igreja, em vez de persegui-la), realizará o evento Dias da Rússia nos Países da América Latina. Trata-se da excursão de uma grande comitiva de representantes da Igreja e da cultura russa, durante um mês (17 de outubro a 17 de novembro), por vários países latino-americanos.

Entre eles está o Brasil, que será visitado de 24 de outubro a 31 de outubro. De 24 a 26 de outubro, a delegação estará no Rio de Janeiro; em 27 e 28 de outubro, em São Paulo; e de 29 a 31 de outubro, em Brasília.

Os integrantes da comitiva incluirão: o Bispo João de Caracas, titular da Diocese Sul-Americana da Igreja Ortodoxa Russa no Exterior, consagrado recentemente (em junho) e que fará, nessa ocasião, a sua primeira viagem pastoral pela sua diocese; o Metropolita Platão de Buenos Aires, titular da Diocese Sul-Americana do Patriarcado de Moscou, que também aproveitará a mesma ocasião para uma nova viagem pastoral pela sua diocese; o Metropolita Hilarião de Nova York, primaz da Igreja Ortodoxa Russa no Exterior, em sua primeira visita à América do Sul depois de sua entronização como Metropolita, em maio deste ano; o Metropolita Cirilo de Smolensk, chefe do Departamento de Relações Eclesiásticas Externas do Patriarcado de Moscou, representando o Patriarca Aleixo II; e outros.

A programação incluirá diversas atividades:

a) Celebrações religiosas nas cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo, com a participação de todos os hierarcas acima referidos, bem como de clérigos locais. Haverá uma Divina Liturgia na manhã de sábado, 25 de outubro, na Paróquia Russa de Santa Zenaide, no Rio de Janeiro; no anoitecer deste mesmo dia, haverá uma Vigília no mesmo local. Na manhã de domingo, 26 de outubro, ainda no Rio, haverá uma nova Divina Liturgia. Na manhã de terça-feira, 28 de outubro, já em São Paulo, mais uma Divina Liturgia, provavelmente na Catedral Antioquina de São Paulo. Todas essas cerimônias contarão com a presença de ícones e relíquias sagradas, trazidas da Rússia e dos EUA para a veneração dos fiéis brasileiros. Entre elas, o Ícone da Deípara (Nossa
Senhora) da Raiz e de Kursk, um ícone milagroso encontrado por um caçador em 1295 numa floresta próxima de Kursk, na Rússia, junto à raiz de uma árvore. O ícone verte bálsamo permanentemente e tem um odor que só pode ser descrito como celestial. Além desse milagre contínuo, inumeráveis outros milagres já foram operados pelo ícone. (Mais informações podem ser encontradas aqui: http://www.fatheralexander.org/booklets/portuguese/icon_kursk_p.htm)

Atualmente, o ícone é conservado na Catedral do Ícone da Deípara da Raiz e de Kursk, em Nova York, a sé diocesana do Metropolita Hilarião, que o trará consigo durante esta viagem pela América Latina.

b) A parte musical das cerimônias religiosas mencionadas acima ficará a cargo do Coral do Mosteiro do Encontro (em russo, Sretenskiy Monastyr'), que acompanhará a comitiva russa durante essa jornada latino-americana. Esse mosteiro fica em Moscou e foi fundado em 1397. Tem esse nome porque foi construído no local onde dois anos antes havia sido encontrado o Ícone
miraculoso da Deípara de Vladimir, que impediu a invasão da cidade pelos mongóis. Durante mais de quinhentos anos, o mosteiro foi um dos centros da vida monástica e espiritual moscovita, até ser fechado pelos comunistas em 1925 e ter a maior parte de suas dependências destruída pelo governo da URSS entre 1928 e 1930. Foi poupada apenas a histórica Catedral do Encontro do Ícone da Deípara de Vladimir; porém, esse edifício era utilizado com finalidades seculares. Em 1991, a Catedral foi devolvida à Igreja e retomaram-se as atividades religiosas ali. Em 1994, começou a reconstrução do mosteiro ao seu redor. Hoje o Mosteiro de Sretenskiy, novamente povoado de monges, é mais uma vez um notável centro espiritual para a cidade de Moscou e é, ele próprio, um testemunho vivo da história da ressurreição da Igreja na Rússia. O Coral desse Mosteiro, composto por fiéis leigos, é um dos melhores da Rússia e tem renome mundial. Além de cantar música sacra ortodoxa russa durante as cerimônias diárias do Mosteiro, o Coral tem
realizado apresentações em várias salas de concerto em todo o mundo; nesses concertos seculares, seu repertório compõe-se sobretudo de clássicos da música folclórica russa. Durante os "Dias da Rússia nos Países da América Latina", o público brasileiro terá a oportunidade não apenas de rezar ao som do Coro do Mosteiro durante as cerimônias religiosas mencionadas acima, mas também de apreciar as apresentações seculares do Coro durante três noites:

- domingo, 26 de outubro, no Rio de Janeiro, na Igreja de Nossa Senhora do Monte do Carmo (a Antiga Sé);

- terça-feira, 28 de outubro, em São Paulo, no Teatro São Bento (Largo de São Bento);

- quinta-feira, 30 de outubro, em Brasília, no Teatro Nacional Cláudio Santoro, Sala Villa Lobos, às 21h.

Pelas notícias de que disponho até o momento, todas essas apresentações terão entrada franca.

Algumas amostras do que aguarda os ouvintes brasileiros podem ser encontradas no site oficial do Coro do Mosteiro:

http://choir.pravoslavie.ru/page1007_0.htm

(Clique em cada um dos ícones em forma de capa de CD ou de botão roxo, e, na tela que aparecerá a seguir, procure e clique em um dos pequenos botões verdes. Quando terminar a música, clique no botão verde seguinte, e assim por diante. Quando terminar tudo, volte para a tela anterior e repita o processo com outro ícone, e assim por diante.)

c) Em todas as três cidades brasileiras que serão visitadas pela comitiva russa, serão realizadas as exposições "Rússia Ortodoxa" e "Rússia Moderna", que exibirão diversas fotografias e objetos que documentam o renascimento espiritual e cultural da Rússia após o fim do regime comunista. A reconstrução das igrejas e o retorno do povo à fé depois da queda do regime ateu será um dos principais temas dessas mostras. Será também realizada uma exposição de livros publicados recentemente pela Igreja Ortodoxa Russa. Se há apenas vinte anos a publicação de literatura religiosa era praticamente proibida na URSS e a quase totalidade dos livros espirituais que circulavam por ali ou era de produção clandestina ou vinha contrabandeada do exterior,
hoje a Rússia é de longe o maior centro editorial de literatura cristã ortodoxa no mundo e exporta seus livros para as comunidades ortodoxas do mundo inteiro.

d) Em Brasília, será promovido ainda um Festival de Filmes Russos, com longa-metragens de ficção, documentários e desenhos animados contemporâneos de origem russa, que também dão testemunho do renascimento da cultura naquele país. De um modo geral, esses filmes inspiram-se, direta ou indiretamente, nos valores da fé cristã ortodoxa. Na programação inclui-se a obra-prima "A Ilha" (Ostrov), de Pavel Lungin, filmado em 2006. Esse filme,
elogiado pelo Patriarca Aleixo II e amado pela audiência ortodoxa do mundo inteiro, conta a história (fictícia, mas essencialmente semelhante a diversas histórias reais) de um monge asceta da época soviética que correspondia a um tipo particular de santo, o "louco por Cristo" --
indivíduo que, sob inspiração do Espírito Santo, assume uma conduta aparentemente bizarra ou extravagante. Serão apresentadas também várias outras preciosidades que dificilmente chegarão às telas dos cinemas brasileiros, incluindo documentários sobre a vida monástica na Rússia. O Festival será realizado de 29 de outubro a 3 de novembro, no Espaço Cultural
Marcantônio Vilaça do Tribunal de Contas da União. Todas as sessões terão entrada franca. Todos os espectadores ganharão como brinde um DVD com um dos filmes programados. A sessão de abertura contará ainda com a presença dos diretores e atores principais dos filmes do festival, que virão da Rússia para uma conversa com o público.

Para vários desses eventos, os horários e os locais exatos ainda não foram definidos ou divulgados. Convido todos os interessados, porém, a se programar desde já. Divulguem o evento entre seus amigos cristãos ortodoxos, bem como entre os amigos não-ortodoxos que desejam conhecer melhor a Ortodoxia. Será uma grande oportunidade de nos familiarizarmos melhor com a Ortodoxia Russa e travarmos ou reforçarmos o contato com os seus bispos diretamente encarregados da América Latina. Será também uma ocasião para testemunharmos em primeira mão alguns frutos da ressurreição da Igreja e da cultura espiritual ortodoxa na Rússia. Numa época na qual em quase todos os países do Ocidente (inclusive o Brasil) a influência do Cristianismo declina cada vez mais, enquanto cresce o materialismo e a irreligiosidade, é um
grande alento conhecermos melhor a experiência de uma nação que, pela graça de Deus e contra todas as expectativas humanas, está gradualmente passando pela experiência oposta.

Espero encontrar vocês em alguns desses eventos!
Em Cristo,
Felipe Ortiz

P.S.: Para obter informações sobre horários e locais exatos dos eventos, sugiro o contato com as seguintes entidades:

a) No Rio de Janeiro:

- Paróquia Ortodoxa Russa de Santa Zenaide
Rua Monte Alegre, 210
Santa Teresa
Tel.: (21) 2252-1471

- Consulado Geral da Rússia
Rua Professor Azevedo Marques, 50
Leblon
Tel.: (21) 2274-0097

b) Em São Paulo:

- Consulado Geral da Rússia
Avenida Lineu de Paula Machado, 1366
Jardim Everest
Tel.: (11) 3814-4100 ou 3814-1246

c) Em Brasília:

- Embaixada da Rússia
Avenida das Nações
SES, Quadra 801, Lote A
Tel.: (61) 3223-3094 ou 3223-4094

3 comentários:

Stefano disse...

O blog poderia abordar os ortodoxos massacrados pelo regime de Ante Pavelic. Muitos ortodoxos sofreram conversões forçadas também por parte de franciscanos.

Igreja de Cristo disse...

O blog poderia também abordar sobre o fato da Igreja Ortodoxa Russa ter permanessido fiel à Ortodoxia também pela "Igreja das Catacumbas" que foi cruelmente perseguida pelo governo comunista, está Igreja ainda existe em nossos tempos, porque foi de vontade divina a sua existência e permanência na terra.

Igreja de Cristo disse...

+ PALAVRAS LUMINOSAS: ENSINAMENTOS DOS SANTOS +

++++ PROFECIA DE SANTO AMBRÓSIO DE OPTINA ++++

Esta Profecia feita pelo Santo Staretz (Ancião) Ambrósio de Optina é realmente impressionante, e está se cumprindo literalmente em nossos dias! Vivemos neste tempo predito pelo Santo Ancião, e podemos comprovar com total objetividade, como as Igrejas da Ortodoxia Mundial manifestam a "zombaria e o desprezo" pelos Ensinamentos dos Santos Padres e pela Sagrada Tradição da Igreja.

===========================================
Minha criança, saiba que nos últimos dias sobrevirão tempos difíceis, e como diz o Apóstolo, eis que, devido ao empobrecimento na piedade, heresias e cismas aparecerão nas Igrejas; e como os Santos Padres predisseram, em seguida, nos tronos dos Hierarcas e nos Mosteiros não poderão mais ser encontrados homens provados e experimentados na vida espiritual. Portanto, heresias irão espalhar-se por toda parte e enganarão a muitos. O inimigo da humanidade vai agir com habilidade, e sempre que possível ele vai arrastar os escolhidos para a heresia. Ele não vai começar por eliminar os Dogmas sobre a Santíssima TRINDADE, a Divindade de JESUS CRISTO, ou sobre a THEOTOKOS, mas, imperceptivelmente, começará a distorcer os Ensinamentos dos Santos Padres, em outras palavras, os Ensinamentos da própria Igreja. A astúcia do inimigo e suas "táticas" (maneiras) serão notados por poucos - apenas por aqueles que são mais experientes na vida espiritual. Hereges assumirão a Igreja em todos os lugares, e eles irão designar seus servos, e a espiritualidade será negligenciada. Porém, o Senhor não deixará seus servos sem proteção. Na verdade, o dever deles será perseguir os verdadeiros Pastores e aprisioná-los, pois sem isso, o rebanho espiritual não pode ser capturado pelos hereges. Portanto, meu filho, quando você ver as Igrejas zombando da Lei Divina, dos Ensinamentos dos Santos Padres, e da Ordem estabelecida por Deus, saiba que os hereges já estão presentes. Seja também consciente de que, por algum tempo, eles poderão esconder suas intenções maldosas, ou eles poderão dissimuladamente deformar a Fé Divina, para que assim, eles obtenham melhor êxito em enganar e iludir os inexperientes.

(Profecia do Santo Ancião, Ambrósio do Mosteiro de Optina-Rússia)
=====================================