sexta-feira, 16 de abril de 2010

Mensagem Pascal dos Bispos Ortodoxos da Polônia

Mensagem Pascal do Santo Sínodo dos Bispos da Igreja Ortodoxa Autocéfala da Polônia para os veneráveis clérigos, reverendos monges e para todos os fiéis.

http://ortodoxia-brasil.blogspot.com/2010/04/mensagem-pascal-do-santo-sinodo-dos.html




“Vinde todos fiéis,

reverenciar a Santa Ressurreição de Cristo,

pois eis que pela cruz chegou a alegria ao mundo inteiro"




CRISTO RESSUSCITOU!





“Jesus saiu do túmulo como havia predito...” e nós, hoje, tendo consciência desta verdade comemoramos este dia pleno de luz que é a Santa Páscoa e inclinamo-nos diante da luz da Ressurreição de Cristo dentre os mortos, o Doador da Vida, que destruiu o inferno e a morte e deu-nos a vida eterna.





A Ele pertence a glória e o poder pelos séculos dos séculos!, pois que nesta santa e salvífica noite ...a luz eterna do túmulo de Cristo iluminou corporalmente a todos. A verdade contida nestas palavras nos dá a alegria espiritual e dá “alegria ao mundo todo”.





Irmãos e irmãs! A verdade Pascal, dando-nos alegria espiritual, permanecerá a base da vida humana que vence a morte e a destruição. Cristo pela Sua Ressurreição conduziu-nos da morte para a vida e deu-nos a possibilidade da vida espiritual assim como a entrada no Reino celeste.





A Santa Igreja, nossa Mãe, tendo consciência desta verdade, proclama: “Dia da Ressurreição! Resplandecei de alegria, povos todos! Ó Páscoa, Páscoa do Senhor! Da morte para a vida e da terra para o céu, Cristo Deus nos transportou, a nós que cantamos este hino triunfal”!





Cristo vencedor da morte é o começo da nossa ressurreição e vida eterna: “Eu sou a ressurreição e a vida - disse o Senhor – quem crê em mim, ainda que morra viverá” (Jo 11, 25). Ele é a “Verdadeira Luz, que ilumina e instrui cada ser humano vindo ao mundo”. (Jo 1, 9).





Irmãos e irmãs! Cristo Ressuscitou! Ressuscitemos nós também! Ele em si mesmo ressuscitou a humanidade. Ressuscitará, também, aqueles, que com Ele aceitam seu Puríssimo Corpo e Sangue e, assim, tornam-se membros da Santa Igreja, da qual Ele é a Cabeça. Ele preenche a vida do homem com sentido e esperança, ajuda a dar resposta às diversas perguntas da vida diária do homem. Sua Verdade afugenta de nós o medo, o desânimo e o desespero. São Serafim de Sarov dizia: “Cristo Ressuscitou! Minha alegria!”. E o apóstolo Paulo disse: “...tudo posso naquele que me fortalece”. (Fp 4, 13).





O Triunfo Pascal abrange toda a criação, o mundo todo, valoriza-o com Sua Graça. Hoje tudo está pleno de luz, o céu e a terra e todo o abismo. São João Chrisóstomo fala: “Cristo ressuscitou e a vida brilha em sua plenitude”.





O Cristo ressuscitado em sua ressurreição dos mortos une tudo: “o futuro, o presente e o passado”. Sai do túmulo como o Noivo da câmara nupcial, com o sinal da vitória sobre a morte. “Cristo saiu do túmulo como havia predito e deu-nos a vida eterna e a sua grande misericórdia”. A morte perdeu sua força e já não possui poder sobre a vida: “... Onde então, ó morte, está teu aguilhão? Onde está tua vitória, ó inferno?” (Os 13, 14).





A Igreja responde a estas perguntas com as palavras do Verbo de Deus: “Celebremos a morte da morte e a derrocada do inferno e o começo da vida eterna”. “Mas, agora, Cristo ressuscitou dos mortos e foi feito o primogênito dentre os mortos” (I Co 15, 20). Triunfa todo o mundo angélico e o humano: “É justo que os Céus rejubilem, que a terra permaneça na alegria, que o mundo esteja em festa, o visível e o invisível, pois Cristo alegria eterna, ressuscitou”.





A alegria da Santa Páscoa veio ao mundo através da Sexta-Feira Santa e da Santa Cruz, na qual foi crucificado o Deus-homem Jesus Cristo. A Cruz, a partir deste momento torna-se o centro da vida humana e da vida do mundo. A verdade esta expressa nos hinos da Igreja: “....Nós veneramos a Tua Cruz, ó Cristo, nós cantamos e glorificamos a Tua Santa Ressurreição, ...”. Daí a nossa compreensão ortodoxa da Páscoa, da Cruz e da Ressurreição.





A Santa Cruz é o fortalecimento da nossa fé. Ela ao longo de toda a história do cristianismo venceu o mal. Ela vence também hoje e nenhuma oposição ou força inimiga a podem vencer. Nós, seres humanos, acreditamos profundamente nisso e confessamos ao mundo: “Confiem, confiem, povo de Deus, pois que Ela venceu os inimigos como toda Poderosa”. Com tudo que colocam contra a Cruz, relembremos as palavras do crucificado nela, Jesus: “...Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem” (Lc 23, 34).





Irmãos e irmãs! Fiéis da nossa Igreja ao longo de toda a história humildemente carregam suas cruzes. Carreguemo-la também hoje e amanhã, lembrando as palavras do Cristo Ressuscitado: “....Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me” (Mc 8, 34). Nos cânticos da Igreja cantamos: “...sou grande pecador nesta vida terrena ajuda-me, Deus, a carregar a minha cruz”.





Este caminho seguiram nossos antepassados. Nos momentos de difíceis experiências sempre encontraram a ajuda de Cristo, o Vencedor do abismo. Assim foi há 300 anos atrás. No ano de 1710, vivenciando um período de doença, eles se dirigiram com suas cruzes para o milagroso ícone de Cristo Salvador no Santo Monte Grabarka. À sombra de sua cruz, que fincaram em torno da igreja, conseguiram a cura. As cruzes no monte Grabarka são o exemplo visual do poder da Santa Cruz. Os milagres do ícone do Salvador e as cruzes trazidas por nós para este lugar santo testemunham ao mundo o grande poder da santa Cruz. “E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos”. (At 4, 12).





Irmãos e irmãs! Celebrando a Páscoa de 2010 façamos nossos agradecimentos ao Crucificado e Ressuscitado Jesus por toda a Sua misericórdia dirigida à nós, pelas alegrias e pelas tristezas. Ele nos convoca: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve” (Mt 11, 28-30).





“Tende bom ânimo, sou eu, não temais” (Mt 14, 27). Com entusiasmo espiritual chegamos com a alegria de Nosso Senhor. Tanto os primeiros como os últimos alcançarão o prêmio do misericordioso Senhor. “Que ninguém lamente os pecados, porque o perdão resplandeceu do túmulo”, para aqueles que desejam recebê-lo.





Caros padres, monges e monjas, irmãos e irmãs, jovens e crianças!





Convocamos todos vocês, que se tornem participantes da Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo. “Ofertemos tudo na Ressurreição”, de modo a saciarmo-nos com a alegria e a luz da Ressurreição de Cristo Salvador.





CRISTO EM VERDADE RESSUSCITOU!



Pela Misericórdia Divina, humildemente:



+ Sawa, Metropolita de Varsóvia e toda a Polônia

+ Simão, Arcebispo de Lodz e Poznan

+ Adão, Arcebispo de Peremysl e Novy Sonde

+ Jeremias, Arcebispo de Vratislávia e Estétino

+ Abel, Arcebispo de Lublin e Chelm

+ Miron, Bispo de Gajnovka

+ Tiago, Bispo de Bialystok e Gdansk

+ Gregório, Bispo de Bielski

+Chrisóstomo, Arcebispo de Rio de Janeiro e Olinda-Recife

+Ambrósio, Bispo de Recife

+ Jorge, Bispo de Siemiatycz

+ Paísios, Bispo de Piotrkow





Páscoa de Cristo do Ano de 2010, Varsóvia

2 comentários:

Stefano disse...

é verdade que a Igreja Ortodoxa foi vítima de hostilidades na Polônia nas décadas de 1920 e 1930 ?

Dixie disse...

Christos Anesti! Christ is risen!

Just to let you know the cantor we had scheduled for our little parish during Holy Week in Watkinsville, Georgia, USA, was honored to be called to chant at the Greek Cathedral in Sao Paulo during Holy Week and Pascha. I hope some of your readers got to hear Dr. Kokkinos!

I am currently working in Campinas for two weeks. Is there an Orthodox Church in Campinas?

Alithos Anesti! Truely He is risen!